Acusações complicam a recandidatura do governador

O governador Pedro Taques (PSDB) entra no último ano de mandato com seu futuro político incerto, após denúncias sobre seu governo. Uma reportagem publicada pela Folha de São Paulo neste sábado (6) relembrou os escândalos envolvendo a gestão do tucano – e que ganhou destaque nesses últimos anos.
Segundo a publicação, a tentativa de reeleição de Taques vai depender da colaboração de poucos aliados que o tucano ainda tem. Em 2014, ele teve como padrinho político o ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), que deve ser peça fundamental nas eleições deste ano.
Caso não obtenha esse apoio, Taques poderá disputar novamente uma cadeira no Senado, mas não deve deixar a política tão cedo. Confira a trajetória política de Taques publicada na matéria aqui.

Comentários