Seadtur busca apoio para a FIT Pantanal 2018 em Brasília

O secretario adjunto de Turismo de Mato Grosso, Luis Carlos Nigro, esteve em Brasília esta semana para tratar de parcerias para a realização da FIT Pantanal 2018 (Feira Internacional de Turismo do Pantanal). Nigro participou de reuniões no Ministério do Turismo e na Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), com resultados positivos.
Na reunião com a secretária Nacional de Qualificação e Promoção do Turismo, Teté Bezerra, ficou definido que durante a FIT Pantanal, que será realizada de 03 a 06 de maio de 2018, em Cuiabá, o Ministério do Turismo será responsável pela realização do seminário “Turismo Sem Fronteiras – Fortalecendo a Integração Sul-americana”. Neste seminário, várias entidades irão debater o incremento do turismo na fronteira com os países vizinhos ao Brasil.
Já a Embratur ficou responsável por organizar o FanPress, visita de jornalistas especializados na área de turismo para divulgação das potencialidades turísticas do Estado. As visitas começam em janeiro de 2018 e seguem até o fim da FIT Pantanal.
A Embratur também organizará uma rodada internacional de negócios com empresários locais e compradores internacionais, durante a feira.
“Foram reuniões muito positivas e já colhemos resultados para a realização da nossa FIT Pantanal. A secretária do Ministério do Turismo, Teté Bezerra, todo o pessoal do Ministério e da Embratur, estão muito empolgados com a realização da feira, que será um marco para o turismo de Mato Grosso”, destacou Luis Carlos Nigro.
O secretário participou também de reuniões com Banco do Brasil e BNDES, ainda em busca de apoio para a realização da feira. Os dois bancos acenaram com resposta positiva em apoio a FIT. O BNDES, inclusive, trabalha para lançar uma linha de crédito exclusiva de fomento ao turismo brasileiro.
Em todas as reuniões, Nigro esteve acompanhado do secretário de Cultura, Esporte e Turismo de Cuiabá, Francisco Vuolo, e de  Jaime Okamura, vice-presidente do Sindicato das Empresas de Turismo de Mato Grosso (Sindetur).
TCU
Ainda em Brasília, o secretário Luis Carlos Nigro, junto ao secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo Duarte, o presidente do Fórum Pró-Ferrovia em Cuiabá, Francisco Vuolo, e o presidente da FIEMT, Jandir Milan, participaram de uma reunião no Tribunal de Contas da União (TCU). Na ocasião, foi tratada a extensão dos trilhos da ferrovia de Rondonópolis até a capital de Mato Grosso, seguindo pelo Norte do estado.
A equipe responsável pela implantação da ferrovia aguarda um posicionamento do TCU, relativo ao Grupo Cosan, responsável pela malha paulista, que se estende de Mato Grosso ao Porto de Santos. A concessão da ferrovia em terras mato-grossenses se estende até 2079, enquanto no estado paulista dura até 2028.  Assim, a expectativa é que o contrato seja prorrogado por pelo menos 30 anos, o que deverá garantir investimentos em Mato Grosso.
Uma nova reunião no TCU foi agendada para o próximo dia 21 de novembro.

Comentários