Ocupação irregular em fazenda na MT 241 preocupa autoridades; Problema pode se arrastar por décadas

Fonte: Elisângela Neponuceno-Nobres Noticias

A ocupação irregular das margens da MT 241 em Nobres preocupa autoridades municipais com o aumento das demandas das 70 familias que invadiram a área de uma fazenda.
O local foi invadido em agosto, os integrantes afirmam que trata-se de uma área de mais de mil hectares abandonada e reivindicam o terreno para reforma agrária.
Com a permanência dos grileiros, as necessidades básicas como energia, água e coleta de lixo já começam ser reivindicadas pelos ocupantes das dezenas de barracos que aumentam a cada dia.
Segundo o prefeito Leocir Hanel (PSDB), a área é de propriedade do Instituto de Terras do Estado de Mato Grosso (INTERMAT), o que contradiz a informação dos sem terra que iniciaram a ocupação alegando que as terras pertencem ao Incra.

O diretor do INTERMAT, Jeová Feliciano de Souza, confirmou que o órgão é responsável pela terra e que para regularizar o assentamento o órgão deve pagar indenização ao proprietário da área invadida.
Jeová explicou que o processo pode ser longo e mesmo assim não existe garantia de titulação definitiva aos posseiros, pois o governo acumula demandas de 30 anos em centenas de assentamentos que ainda não foram regularizados por falta de orçamento.
Na Baixada Cuiabana, por exemplo, o diretor explicou que os municípios de Rosários Oeste, Acorizal, Jangada, enfrentam problemas há três décadas para contratação de topógrafos para fazer a medição dos lotes.
“Temos milhares de pedidos, que já estão protocolados, ainda não fomos informados oficialmente deste assentamento, a prefeitura e o Ministério Público ainda não se posicionaram sobre o assunto, vou aguardar que eles se manifestem, porém não será uma luta fácil”,  frisou o diretor.



Em conversas informais com integrantes do movimento, eles informaram que dirigentes já solicitaram o valor de R$ 1,5 mil para aquisição de um veículo que segundo os posseiros seria utilizado pela Associação.

Comentários