Gida relata ações na Saúde e fala de repasses atrasados do governo

Fonte: Elisângela Neponuceno-Nobres Noticias

A Câmara Municipal de Nobres recebeu na noite desta terça-feira (31), durante sessão ordinária a secretária municipal de Saúde Aparecida Clestiane para apresentar um balanço das ações relacionadas ao setor.
Clestiane falou das dificuldades e dos projetos elaborados que devem ser implantados em 2018. A construção de um Pronto Atendimento (PA) e a regularização na aquisição de medicamentos.
A secretária lembrou os problemas relacionados a ambulância entregue pelo Governo que demorou sete meses para o conserto.
Segundo a gestora, a secretaria poderia ter feito os reparos em uma oficina e pago pelo serviço como outros municípios fizeram, porém perderia a garantia de um automóvel novo.
“Foi um ano com muitas dificuldades, mas o que quero esclarecer é que não ficamos acomodados, buscamos na medida do possível atender as demandas, gerenciar crise e solucionar cada problema que surgiu durante estes meses”.
Uma das maiores criticas a gestão da Saúde está relacionada a distribuição de medicamentos nas unidades de saúde.
“No começo do ano, fizemos compras diretas, porém havia necessidade de abrir um processo licitatório, os dois processos realizados foram frustrados por impasses com as empresas vencedoras do certame, fizemos o terceiro processo que foi concluído em setembro, já compramos quase todos os medicamentos e vamos notificar a empresa por não ter entregue todo o lote adquirido”, relatou.

                                           

O líder do prefeito, vereador Gidalti Ferreira, o Gida (PP), destacou que mesmo enfrentando a falta de recursos com a queda a receita, o município manteve os repasses ao Hospital Municipal Laura de Vicunã em dia.
Gida explicou que após reunião com a diretora do Hospital Cleide Duarte, popular Teka, todos os questionamentos foram esclarecidos por parte dos parlamentares que cobram soluções para atendimentos hospitalares e distribuição regular de medicamentos nas unidades de Saúde.
“O prefeito Leocir tem feito o necessário para cumprir as obrigações, mesmo com os atrasos nos repasses do Governo, as Unidades de Saúde continuam atendendo, salário e repasse ao Hospital não atrasam, pode parecer pouco mas dentro da realidade econômica que estamos vivendo, padecendo com os demais município do Estado,  isto é essencial para a manutenção dos serviços”.

Segundo o vereador, o prefeito deve participar na próxima semana de uma reunião na Associação Mato-grossense dos Municípios com todos os prefeitos e os deputados federais, estaduais, senadores e o Governo do Estado, para sensibilizar os parlamentares e governo estadual sobre a grave crise financeira que os municípios estão vivenciando por conta dos atrasos nos repasses para a saúde, educação, transporte e do próprio ICMS.

Comentários